terça-feira, 7 de setembro de 2010

O Movimento Feminista no Mundo

      Feminismo é o movimento social que defende a igualdade de direitos e estátos entre homens e mulheres em todos os campos. Feministas e acadêmicos dividiram a história do movimento em três "ondas". A primeira onda se refere principalmente ao sufrágio feminino, movimentos do século XIX e início do XX preocupados principalmente com o direito da mulher ao voto. A segunda onda se refere às ideias e ações associadas com os movimentos de liberação feminina iniciados na década de 1960, que lutavam pela igualdade legal e social para as mulheres. A terceira onda seria uma continuação - e, segundo alguns autores, uma reação às suas falhas - da segunda onda, iniciada na década de 1990.

      O Movimento Feminista tem seu inicio na Revolução Francesa, o colapso na França que questionava o sistema político encorajou mulheres a se manifestarem contra a sujeição a quem eram submetidas das mais diversas modalidades: política, econômica, social, familiar, educacional, jurídica, entre outras.
Nesse momento, a prioridade era a conquista civis através do direito a propriedade de si próprias, devido ao fato dos maridos se considerarem dono de suas mulheres e seus filhos, buscavam também o direito ao voto, surgindo assim, os movimentos como, o da Suffragette, elas começaram a participar ativamente da vida política francesa com diversos clubes de ativistas
                                                                                               
Em 1848 as mulheres já não eram donas de casa, tinham seu emprego e participavam ativamente da renda familiar. As dificuldades das condições trabalhistas desencadearam na associação de movimentos feministas, com os movimentos de esquerda que estavam intimamente ligados as classes operárias que agora reivindicavam alem do voto, a igualdade jurídica e a equiparação de salários.
       Nos Estados Unidos e no Reino Unido, o movimento ganho força por volta do século XIX, em Nova York surgiram as convenções de mulheres na luta pelo abolicionismo.


       Em 1792 no Reino Unido, Mary Wollstonecraft, publicou reenvidicações do direito das mulheres que buscava as mesma oportunidades políticas, educacionais e trabalhistas dos homens. Na mesma época foi criado por John Stuart Mill o comitê do sufrágio feminino (é uma forma de participação e demonstração de interesses dos indivíduos na vida pública, na sociedade política.) que teve seu projeto igualitario regeitado pelo parlamento em 1866, umas delas sacrificou a vida numa das famosas corridas na Granbetania, para chamar a atenção para a causa.
No inicio do século XX , despontam as primeiras mudanças no mundo inteiro, a Revolução Russa de 1917 concede o direito de voto as mulheres na Filândia 1906 , na Noroega 1913 e no Equador 1929, por volta de 1950 a lista compreendia mais de 100 nações.
  
Uma das bandeiras do Movimento Feminista
Após a 2° Guerra Mundial, o feminismo vem a tona pra reenvidicar a liberdade feminina em relação ao seu corpo e pensamento oprimidos por uma cultura extremamente masculina, entre elas estavam a luta pelo aborto, igualdade salarial e o acesso a todos os cargos oculpados exclusivamentes por homens, foram várias as obras que influenciaram esse momento das lutas femininas como: O segundo Sexo da Simoni Beauvoir e A mulher eunuco da australiana Germaine Greer, a Mistica Feminina da Betty Friedan considerado o manifesto mais realista do movimento de libertação da mulher, mundialmente conhecido como: Women’s Liberation.




Protesto do Movimento Feminista

    Nos anos 60 aos anos 80, se basea na questão da inferioridade feminina, grandes intelectuais e lideres feministas buscam o fim da discriminação do gênero que são contra a ideologia de que a mulher conquista sua felicidade em cuidar dos filhos e do lar.
Prostesto como a queima de suitãs são marcos da busca da renovação da ideologia social defragada no momento.




     Apesar das grandes conquista feminista terem se estabelecidos no mundo atual, ainda nao se pode dizer que é uma conquista mundial, em alguns países a cultura magista impede quase que completamente a liberdade e a igualdade feminina.
Outro principal fator que inflenciou o movimento feminista foi a Revolução Industrial, devido a sua mão- de-obra ser mais barata, do que as dos homens , o lucro dos patrões seriam maior, então começaram a mandar os homens para a guerra e as mulheres começaram a trabalhar em fábricas.

     A partir dessa mudança as mulheres começaram a perceber que poderiam ter a sua liberdade, foi onde começaram os manifestos realizados por elas.
Em 8 de Março de 1857, as operárias têxteis de uma fábrica de Nova York entraram em greve ocupando a fábrica, para reinvindicarem a redução do horário de mais de 16 horas por dia para 10 horas. Esta operárias, que recebiam menos de um terço do salário dos homens, foram fechadas na fábrica onde, se declarou um incêdio, e cerca de 130 mulheres morreram queimadas.

    Em 1910, numa Conferência Internacional de Mulheres, realizada na Dinamarca, foi decidido em homenagem àquelas mulheres, comemorar o dia 8 de Março , como dia Internacional da Mulher.

Segundo a Onganização das Nações Unidas (Onu), os 12 direitos das mulheres são:

*Direito a vida;
*Direito a liberdade e a segurança social;
*Direito a igualdade e a estar livre de todas as formas de discriminação;
*Direito a liberdade de pensamento;
*Direito a informação e a educação;
*Direito a privacidade;
*Direito à saúde e proteção desta;
*Direito a constituir e planejar a sua família;
*Direito a decidir ter ou não ter filhos quando tê-los;
*Direito aos benefícios do progresso cientifico;
*Direito a liberdade de reunião e participação política;
*Direito a não ser submetidas a torturas e maltrato.

3 comentários:

  1. Quem escreveu isso ta sabendo legal o português hein...

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela matéria. Como colaboração, sugiro algumas correções de grafia. Excetuando esse desvio, o material é muito rico de informações extremamente úteis para todos, independente de sexo.

    ResponderExcluir
  3. ai muito obrigada por publicar essas informações porque me ajudou a fazer o trabalho de sociologia!!

    ResponderExcluir